Category Archives: Coníferas

The Tall One & Peter Adams

1
Fotografia tirada, para a colocar à venda.

2
Após a definição e limpeza da veia viva e limpeza da madeira morta.

3

4

5

BF_David_Carvalho_Sabina_Juniper_Design_2_Col_Dwg

Desenho original do Peter Adams.

BF_David_Carvalho_Sabina_Juniper_Design_2_Col_Dwg-alterado
Desenho do Peter Adams modificado e actualizado por mim para o projecto da “Tall One”.

PeterAdams-bonsai
Nota de Peter Adams para o vaso.

É esta a beleza do Bonsai é esta a beleza da Vida. Quando a semana passada coloquei 3 Sabinas à venda a “Tall One” estava entre essas 3, na verdade foi a primeira Sabina que comprei ao Alberto (ou a segunda!) e para ser sincero já não me lembro quando lhe perdi o interesse. Inicialmente era um duplo tronco com diversos problemas e a árvore foi separada em duas pois não existia maneira de fazer um desenho credível de duplo tronco devido à ausência total de um nebari visível e comum.

Ao longo do tempo fui-me habituando a vê-la no viveiro, primeiro como duplo tronco e depois como uma árvore isolada, nos último 2 anos sofreu 2 transplantes de emergência devido a ter voado duas vezes para o chão devido a duas tempestades e quando a phytophthora atacou o viveiro, foi das árvores mais afectadas, estive prestes a perde-la, mas a verdade é que recuperou em força e hoje é das Sabinas mais vigorosas que tenho.

No último feriado juntamente com o Pedro Telmo, decidi trabalha-la, o objectivo era limpar e definir a veia viva e posteriormente limpar a madeira morta para brevemente receber uma boa dose de liquido Jin, mas a verdade é que enquanto a trabalhava pouco a pouco ia-me voltando apaixonar por ela, como se ao longo do trabalho me fosse lembrando de todas as coisas que me fizeram adquiri-la e do percurso que realizei nesta arte, dos projectos entusiasmantes que tinha inspirados nos desenhos que o Peter Adams tinha feito para ela num artigo da Bonsai Focus…

No último dia perdi a noção do tempo que gastei a olhar para ela, sentia-me verdadeiramente hipnotizado e hoje quando cheguei a casa, fui rever os desenhos originais do Peter e foi ai que encontrei um propósito muito especial para este projecto, uma homenagem a um grande Senhor do Bonsai, Peter Adams que já não se encontra entre nós. Com os devidos ajustes, vou seguir um dos projectos que o Peter desenhou para esta árvore e vou fazer até questão de seguir as indicações do próprio vaso.

E num abrir e piscar de olhos, a “Tall One” deixou de estar à venda.

Teixos, Tejos, Taxus…

1

2

4

3

5

6

A minha admiração por Teixos tem vindo a aumentar e após a última visita ao Alberto Baleato sai de lá verdadeiramente doente com alguns exemplares que vi, tanto que decidi que a minha próxima compra seria mais um Teixo. Desta vez queria uma árvore de porte maior e com outras características pois já tinha adquirido o Spikey ao Tony Tickle. Procurei muito, explorei todas as opções para adquirir algo de qualidade mas foi curiosamente (ou não!) no Alberto que encontrei esta peça pela qual fiquei fascinado.

Estou ansioso para que chegue ao viveiro, para me perder no tempo enquanto a admiro.

Spikey “Sand Blast”

qeaPvueAS7ci0E_GDpGkx_22-ypM8LND9DwG5fJTxB0

3vBQ39RjGAlgYHJAZ9zcf0iV8g-EhDEhC8YyDzgVGjY

E já passaram 2 anos desde que adquiri este Teixo ao Tony Tickle, se ao principio me custou deixar a árvore por terras da nossa majestade para ser desenvolvido todo o trabalho de madeira morta, a verdade é que o tempo voou e estou muito contente com o resultado do trabalho feito no “Spikey”.

A árvore foi inicialmente trabalhada com goivas e posteriormente refinada com jacto de areia, o resultado está simplesmente fenomenal. Só tenho pena que a logística que envolve o jacto de areia seja tão complexa, pois a verdade é que se fosse mais simples garantidamente aplicaria esta técnica de forma frequente em algumas madeiras mortas que tenho trabalhado.

A árvore está agora a caminho de Portugal e deve chegar entre esta e a próxima semana, estou ansioso por receber esta peça no viveiro para dar continuidade ao trabalho já desenvolvido.

Deixo abaixo todos os artigos que escrevi nestes últimos dois anos sobre esta árvore:

Actualização “Spikey”
Transplante “Spikey”
Taxus “Spikey”

Actualização “Spikey”

O tempo vai passando e o “Spikey” vai evoluindo por terras da nossa majestade nas mãos do Tony Tickle. Nestes últimos meses sofreu as primeiras intervenções a nível de madeira morta e de estilização. Está agora a começar o seu longo percurso como Bonsai e está cada vez mais perto de chegar a Portugal.

O meu 3º ano



É impressionante como o tempo passa, já passaram 3 anos desde que me iniciei nesta arte, mais parece que foi ontem. Continuo totalmente envolvido na aprendizagem e com o passar do tempo entendo de forma humilde e consciente que 3 anos não são rigorosamente nada nesta arte, para as árvores não foi mais que 12 estações e para mim como aprendiz continuo a sentir que me falta um longo percurso. Sinto que senão soubermos levar este percurso com muita humildade jamais conseguiremos chegar ao fim dele, se é que esse fim existe…

Tenho estado junto das árvores sempre que posso mas um pouco mais afastado do blog, na maior parte das vezes sou obrigado a gerir muito bem o meu tempo disponível e ultimamente o blog não tem estado no topo das minhas prioridades, com alguma pena minha, pois vejo este espaço como um diário da minha aprendizagem. A quantidade de trabalhos nas árvores tem sido enorme e por vezes é me complicado registar tudo, embora a verdade é que sei que daqui a 10 anos vou estar severamente arrependido de não ter fotografado mais o estado de cada árvore.

Quanto à árvore que acompanha o post do meu “Aniversário de Bonsaista” é um Pinus Sylvestris vindo da colecção do Alberto Baleato e que já está no meu viveiro há alguns meses, esta foi a primeira modelação na minha mão e a primeira modelação que fiz totalmente sozinho e senti que servia na perfeição para ilustrar esta pequena comemoração do meu 3º ano.

Um obrigado muito especial a todos que de alguma forma participaram no meu percurso deste meu último ano, Maria João Simões, Luis Cunha, Pedro Almeida, Mário Eusébio, Márcio Meruje e Viriato Oliveira.

Kuromatsu

Este Pinheiro Negro Japonês (Kuromatsu) acaba de se juntar à minha colecção, na verdade é a concretização de um sonho e ao mesmo tempo a entrada num novo desafio para o qual me sinto extremamente motivado a superar. A árvore deverá chegar ao meu viveiro lá para Março 2012, assim que chegar darei mais notícias sobre este projecto. Estou ansioso por o ter nas minhas mãos para o apreciar ao vivo.

Transplante “Spikey”

Este Teixo apelidado de “Spikey” contínua o seu percurso por terras de nossa Majestade junto de Tony Tickle. Mesmo a alguns milhares de Quilómetros tenho seguido o seu percurso de perto e com muita atenção, o Tony acabou de publicar no seu blog uma reportagem sobre o transplante e redução de raízes do “Spiky”, vale apena ler.

Mais um Pinus…

Acho que já utilizei todas as formas e feitios de desculpas existentes e está na altura de parar de me surpreender a mim próprio sempre que a minha colecção aumenta, como sempre não estava nos planos nem sequer andava a pensar nisso, mas a verdade é que ao longo destes quase 3 anos de uma forma ou de outra a minha colecção tem vindo constantemente a aumentar e o espaço do viveiro em tempos já me pareceu bem maior.

Desta vez é mais um Pinus, o responsável por esta entrada no meu viveiro é o Márcio Meruje, por agora este pinheiro vai continuar a sua fase final de recuperação pela Covilhã e a seu tempo irá chegar ao meu espaço e quando for oportuno irei dar mais novidades sobre o mesmo.

Smoke Dragon X 24

Fechei ontem o ano com “o milagre da reprodução”, 24 estacas da Smoke Dragon que é sem dúvida de todos os Juníperos da minha colecção a que que apresenta uma massa verdade de maior qualidade, tento assim desta forma replicar os “genes” para futuros Shohin’s. Agora é esperar que peguem em força, quanto à árvore em si, continua o seu percurso e irá ser transplantada no início de Março.

No geral, está ai o Janeiro mais um mês forte de trabalhos que se estende até final de Fevereiro antes de entrar a época dos transplantes e para ambas as épocas tenho uma lista extensiva de modelações e transplantes.

Espero que as entradas em 2012 tenham sido boas e desejo a todos sem exceção um excelente ano, cheio de saúde, felicidade e muito Bonsai.

Pinus Sylvestris

Este Pinus Sylvestris está comigo há cerca de 1 ano, é uma árvore que já se encontra recuperada há 6 anos e este Outono recebeu a sua primeira modelação junto da Maria João Simões, foram 4 workshops muito interessantes e cerca de 14 horas de trabalho intenso, onde desenvolvemos toda a madeira morta manualmente e realizamos a modelação da massa verde.

Esta árvore deu assim o seu primeiro passo, com o qual fiquei extremamente satisfeito, embora exista ainda um longo percurso pela frente. Se a resposta da árvore for positiva a esta primeira modelação existe a possibilidade de na próxima época realizar o transplante para um vaso de Bonsai, provavelmente temporário.

Aproveito para agradecer à Maria João Simões pelo extensivo conhecimento que ela tem partilhado comigo e pela dedicação com que o tem feito, sem ela nada disto era possível. Obrigado.

Taxus “Spikey”

A minha paixão por Coníferas continua a crescer e uma das espécie tenho vindo admirar cada vez mais nestes últimos tempos eram os teixos, árvores muito especiais com formas estéticas muito interessantes, na sua maior parte um pouco mais formais, na minha colecção tinha apenas um pequeno Teixo de viveiro mas a seu tempo sempre pensei em adquirir uma peça de maior qualidade para ficar na minha colecção.

Mas estava longe de pensar em adquirir algo tão rápido, já há algum tempo que mantinha contacto com o Tony Tickle devido a estarmos ambos ligados ao mundo do Design, acabei por o conhecer pessoalmente no Congresso e esta semana em conversa acabou por surgir este Teixo que adorei e que se enquadrava no tipo de árvore que procurava, Kifu/Chuhin, bastante compacta e com opção de criar uma madeira morta bastante dramática.

Devido admirar imenso o trabalho do Tony Tickle a nível de madeira morta nos Teixos, esta árvore ficará por terras de nossa majestade os próximos dois anos onde todo o trabalho de madeira morta será realizado pelo Tony, sempre que receber novidades voltarei a escrever no blog, sem dúvida que será um processo bastante didáctico e interessante.

E assim se junta mais uma peça à minha colecção, um Teixo chamado “Spikey”, nome dado pelo Tony.

Juni X Cobre


Julho 2009


Abril 2010


Novembro 2011


Novembro 2011

Este Junipero Itoigawa está comigo desde 2009 e ainda não o tinha colocado no blog, desta forma aproveito a modelação que lhe fiz hoje para mostrar um pouco do seu percurso, é uma árvore muito humilde mas que ao longo destes anos tem me ensinado imenso sobre a espécie e sido um excelente companheiro de treino. Esta última modelação a árvore deu mais um pequeno passo e serviu também para treinar a aramação com cobre.

Adorei aramar com cobre, já tinha tido algumas pequenas experiências mas nunca tinha feito um trabalho por inteiro, embora o cobre tenha um “feeling” bastante diferente ao aramar é muito mais preciso na dobragem e colocação dos ramos.

Quanto à modelação este é apenas mais um passo no percurso da árvore, desde 2009 que tenho desenvolvido o ápice do zero e feito um esforço para a árvore ir fazendo back budding existem ainda muitas decisões a tomar no futuro, principalmente a possível remoção de alguns ramos para simplificar o desenho e a criação de madeira morta, mas tudo a seu tempo, por agora serviu o seu propósito que era treinar a aramação com cobre e modelar mais uma árvore.