Sabina

Esta é a minha última aquisição. Mal o Alberto Baleato me enviou as fotografias desta árvore fiquei apaixonado, aquele Shari que percorre o tronco principal onde se torna uma espécie de leque deixou-me fascinado e logo decidi embarcar neste projecto.

Quanto há Sabina é de origem Yamadori, tem um ano de cultivo em vaso logo terei de esperar até Junho/Julho 2010 para começar a trabalhar nela. Mas como normalmente digo “tenho tempo…” até lá irei planear o seu futuro. Só vou receber esta árvore em Outubro altura em que me conseguirei encontrar com ele.

Quanto ao Alberto é uma pessoa humilde, sincera e atenciosa, que me deu as melhores condições e segurança para adquirir este projecto. Uma pessoa que não teria a hipótese de conhecer senão fosse o meu amigo Mário.

Anúncios

7 thoughts on “Sabina

  1. Olá David,

    Parabéns belo blog e pela nova aquisição!
    Fazes muito bem em investir em material de qualidade e esta sabina não foge à regra.

    Boa continuação.

    Abr.
    João Pires

  2. Ó João mas tu estás em todo o lado!!!
    Não é preciso eu descobrir blogs interessantes pois indo ao teu é só ver as novidades!

    Olá David

    Boa ideia de ires publicando os teus trabalhos e ideias!
    Mais um blog para ir visitando regularmente!!!
    Até á próxima

  3. Andreia Henriques diz:

    Estou a ver que tenho mesmo de me dedicar a esta arte com afinco em vez de ficar apenas a ver o David tratar das árvores 🙂 Há tão poucas mulheres neste mundo… não pode ser.

    Quanto à Sabina é linda já por isso no futuro vai revelar-se um bonsai majestoso com certeza. David vai depender de ti também claro, por isso muita persistência, aprendizagem, trabalho e dedicação;)

    Kiss

  4. Olá a todos,

    Obrigado pelos comentários, estou muito entusiasmado com este projecto 🙂

    Abraço e um Beijo para a minha namorada 😀

  5. Olá David
    Estive aqui a magicar acerca deste Juniperus.
    A melhor qualidade dele é como sabes o leque do Shari.
    No teu desenho compreendo a tua escolha mas acho pena de precisamente o leque ficar um pouco escondido por detrás da folhagem.

    Eu raramente faço desenho das minhas ideias e não tenho a minima ideia de como fazer um desenho virtual mas talvez com palavras te consiga explicar.

    É dificil de vêr na foto o seguimento dos ramos deste Juniperus mas eu penso que a minha ideia é possivel.

    Eu iria inclinar a planta um pouco mais para a esquerda.
    Com ráfia e tape iria preparar o ramo que colocaste no teu desenho no lado esquerdo passando-o por detrás do tronco e deixando-o sair na curva do lado direito a seguir ao leque do Shari posicionando-o no lado oposto do Shari como contrabalanço.

    Neste desenho a primeira parte do Tachiagari não está tão vertical e direita como na tua versão.
    A massa visual do leque é contrabalançada pelo ramo no lado direito e o Shari fica visivel em toda a sua extensão só havendo um pequeno tufo de folhagem por trás e um pouco acima da curva do leque.
    Mas só mesmo vendo a planta ao vivo ou com fotos mais detalhadas laterais da planta e principalmente da posição de onde o ramo principal nasce é que talvez te possa dizer com mais certeza se esta opção é viável ou não.

    Com esta minha ideia a planta teria de ser plantada no centro do vaso (sendo o vaso um tambor Japonês redondo como no teu desenho).

    Consegues visualizar o que te disse?
    Consegues fazer um desenho virtual da ideia?
    Ou então publica fotos mais detalhadas da planta.

    Um abraço espero não te ter dado dores de cabeça!

  6. Olá Rui,

    Primeiro de tudo obrigado pela tua sábia opinião. Opiniões são sempre bem vindas e quando nos poêm a pensar ainda melhor, pois significam que tinham conteúdo interessante.

    Antes de irmos á tua ideia que me parece super interessante e estou sem dúvida aberto a experimenta-la, nem que seja num virtual para ver o resultado, deixa-me “defender” esta.

    Ambos concordamos que o ponto forte desta árvore é o Shari que se transforma naquele leque mas também me agrada em certa parte ver a massa verde (talvez em menos escala do que desenhei) a “dançar” com a madeira morta, ficando assim a massa verde e a madeira morta mais integrada, realçando também naquele sitio a junção das diferentes cores.

    Quanto á tua ideia, pedia-te porfavor para fazeres um simples rabisco com a tua ideia e me enviares para o e-mail, basta ser um rascunho muito simples com a linha do tronco principal e massa verde só para me orientar para fazer o virtual, para que possamos então discutir ambas ideias 🙂

    Mais uma vez obrigado pela tua opinião.

    Abraço,

  7. Luis Cunha diz:

    Olá David.

    Apesar de não nos conhecermos pessoalmente tenho seguido os teus projectos com atenção.
    Quero te dar os parabens pela criação deste blog e pelo teu interesse e escolha de projectos com qualidade pois é sempre bom ver pessoas que como eu se estão a iniciar nesta arte de uma maneira mais séria terem a preocupação de elevarem o nivel!

    Parabens por mais essa boa compra e pelo virtual, continua a partilar esses projectos.

    Abraço
    Luis Cunha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: